sábado, 31 de julho de 2010

Jogo quente, noite fria.


Pode até não ter sido um jogaço esperado por todos, mas copa do mundo é copa do mundo e não poderia faltar emoção.

A final começou num jogo truncado, com marcação forte e muitas faltas, a Espanha chegou primeiro ao ataque com uma cabeçada de Sergio Ramos para a linda defesa de Casillas, mas logo as coisas foram se ajeitando. Holanda puxou alguns contra-ataques, finalizou, mas nada que mudasse a cara do jogo, o qual estava inferior para uma final de Copa do Mundo.

O jogo estava muito preso na intermediaria, ambas as equipes não tinham grande objetividade e quando tinham grandes oportunidades para abrir o placar desperdiçavam a chance. Veio o segundo tempo e a cara do jogo continuou a mesma, sem qualquer esperança de que sairia o gol, exceto o gol incrivelmente perdido por Robben ou a incrível defesa de Casillas.

Continuando desde modo o jogo foi para a prorrogação, essa que valeu o ridículo futebol apresentado no tempo regulamentar, Espanha e Holanda finalizaram, tentaram e parecia que a final da Copa de 94 iria se repetir, ou seja, iria para os pênaltis, só que aos 10 minutos da segunda parte da prorrogação Fábregas dá um passe para Iniesta que abre o placar, todos os jogadores foram comemorar, já seria o gol do título. Holanda tentou chegar a um empate, mas sem obter sucesso, mesmo assim não pode ser crucificada, afinal não é fácil chegar em uma final de copa do mundo. Apita o árbitro, holandeses choram de tristeza e Espanhóis choram, mas de felicidade. Parabéns Espanha pelo seu primeiro título mundial!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger