sábado, 18 de setembro de 2010

Monstro?


Mais uma vez venho a este blog para falar de um caso, e exclusivamente de uma pessoa, Neymar. Com tanta gente discutindo, opinando, eu não poderia ficar de fora. O mais novo caso é o desrespeito que ele teve com o técnico Dorival Jr, na partida contra o Atlético-GO. Depois de ser proibido de bater o pênalti, Neymar xingou o seu comandante e ainda fez firulas, deu reboladas e dribles sem necessidades pra cima de seu adversário. Sim, foi uma atitude horrível e bem “criança”. Mas ainda não sei de qual lado ficar. É claro que o que o Neymar fez foi péssimo e indiscutivelmente errado, mas se nós colocarmos no lugar dele, veremos as coisas por um outro olhar.

Estava vendo Arena Sportv e um certo comentarista disse que o futebol do Neymar é aquém das expectativas dos torcedores, telespectadores, enfim. Mas espera aí, né? Não concordo em nenhum ponto, o Neymar é um, senão o melhor jogador atuante no Brasil. Ele é a nova cara da seleção brasileira pra daqui quatro anos. Claro que não é ainda um Pelé, um Zico, um Romário da vida, mas tem tudo pra chegar lá. Então, se coloca no lugar dele. Às vezes fazemos algo e as pessoas colocam numa proporção "dez vezes maior" que a gente fica louco e acaba estressando. Imagina ele, Neymar, que é a bola cheia da vez, a proporção pra ele é um "milhão de vezes" maior, não tem como ele não estressar. Sei que nada justifica o que ele fez, mas a mídia, as pessoas não estão deixando o menino respirar. É Neymar aqui é Neymar lá, e isso é um saco mesmo!

Um exemplo disso é quando o moleque errou um pênalti, fizeram o maior alvoroço e se fosse outro jogador? A intensidade não seria a mesma. Também estava um dia passando ao lado de uma TV, e estava passando o jogo do Santos. Nos trinta segundos que eu passei ao lado, eu ouvi o nome do Neymar mais de dez vezes. Epa! O time do Santos é só ele e eu não estou sabendo?

Também estão falando que o Paulo Henrique Ganso que é um grande jogador não se mete em tantas confusões como o Neymar, mas temos que ver que eles são garotos diferentes. O Ganso é mais “preso”, mais tímido, o Neymar não, ele é mais extrovertido, é realmente uma estrela, essa que está sendo reverência para a molecada de hoje, e temos que ter calma com ele, pois com acompanhamento e tirando ele dos holofotes tenho certeza que ele voltará a ser o menino do início do ano, pois aguentar essa fama, essa paparicagem toda não é brincadeira. Sendo assim, ele teria mesmo que ter sido punido, mas apenas isso. E deixem o menino, deixe o futebol arte respirar, ele não está transformando em um monstro. Vocês são quem o está fazendo assim.

3 comentários:

  1. isso aí defensoraa, tem q defender seu homi, saehuhesaiuhaiuesah
    brincadeira.. sempre massa seus posts.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Roberta,
    Sou obrigado a discordar de você. Nada, absolutamente nada justifica a falta de educação. Neymar é um garoto de boa estrutura familiar, tem um pai e uma mãe que o sempre o acompanharam, apoiaram e tal. Dessa maneira, não podemos ser coniventes com mais essa atitude de estrelinha que ele está se tornando.
    Neymar é um ótimo jogador, tem muito potencial, mas ainda não é nada, não é ninguém. É uma promessa do futebol brasileiro e só. Precisa comer muito feijão com arroz pra se achar o supercraque que pensa ser. E ainda que se torne um craque consagrado, também não justifica tal atitude, desrespeitosa perante os colegas, o comandante e a torcida.
    Neymar precisa de um acompanhamento psicológico rente, atuante para que o sucesso e o dinheiro não o corrompam para a eternidade e ele jogue no lixo uma carreira que promete ser brilhante.
    A punição que ele levou foi justissima. Ele precisa sentir no bolso e na alma que há coisas mais importantes na vida do que dinheiro e fama: o respeito.
    Bjos e parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger