quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Quem com salto alto anda, possivelmente cairá

As mulheres, principalmente, entendem muito bem do que estou falando. Quem usa salto alto, está sujeito a tropeços e a cair, mas não falo deste contexto, e sim de outro.

Ontem, o Palmeiras recebeu o Goiás no Pacaembu, com 35 mil torcedores. Estádio lotado, a torcida deu show e não parava de cantar.

Contagiado pela torcida, o Palmeiras chegou pressionando, atingindo sua meta aos seis minutos ao gol de Harlei, enquanto o Goiás, com três zagueiros, apostava mais nos contra-ataques.

O time alviverde paulista fez muitas finalizações, dando ainda mais esperança aos seus torcedores, porém, a bola não ia para dentro das redes. Com isso, o Goiás foi crescendo na partida, aproveitando os espaços deixados.

Mas, aos trinta e três minutos, o gol tão esperado, saiu. Edinho fez um lançamento para Luan, que tocou para o fundo do gol.

E quando, o esperado (o Palmeiras vencer) parecia se concretizar, aos 47 minutos, Marcelo Costa cobrou uma falta no travessão: a zaga afastou, mas Carlos Alberto aproveitou a sobra e, de cabeça, mirou o gol de Deola. Fazendo-se assim, a torcida alviverde paulista se calar e a alviverde goiana comemorar.

Na volta pro segundo tempo, o jogo continuou truncado, ambos com medo de errarem em lances cruciais, e Palmeiras quando teve a oportunidade de virar a partida com uma tabelinha de Kleber e Lincoln , essa foi desperdiçada.

Assim, Felipão tirou Lincoln e apostou em Dinei, só não esperava que, aos trinta e seis minutos do segundo tempo, o Goiás ampliaria o placar, com um gol de cabeça do zagueiro Ernando.

A torcida Palmeirense voltou a se calar em pleno Pacaembu. E Goiás, mostrou como é forte para reverter placares fora de casa.

Essa derrota do Palmeiras, foi uma lição para todos, até mesmo para o experiente técnico Felipe Scolari, que para muitos, mereceu a derrota.

Dias antes da partida, o técnico foi irônico na maior parte de sua entrevista, até perguntando se teria jogo no domingo (pelo campeonato brasileiro), e que escalaria reservas na partida contra o Fluminense, já dando por vencida, o jogo de volta contra o Goiás.

Por fim, tomou um banho de água fria dos goianos, vendo se assim, que é melhor usar um chinelinho, a usar um salto alto, pois quando se usa, e cai, o tombo pode ser muito grande e doloroso.

3 comentários:

  1. O Palmeiras entrou sim com a festa pronta. Felipão não soube conduzir sua equipe de forma coerente e deu no que deu. Estamos falando de um ótimo técnico mas que infelizmente esta no fim de carreira. Já sua equipe não conquista nada expressivamente a muito tempo e pelo andar da carruagem não será 2011 um ano de vitórias por la... Mas como futebol e uma caixinha de supresa nos resta aguardar.

    Parabéns pelos posts Roberta continua ótimos como sempre.

    Beijão

    Acessem;
    http://evaristoesportes.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  2. é. realmente o palmeiras vacilou,
    mas ngm fala tbm da falta que não existiu que resultou no gol, e teve um grande impacto emocional pro palmeiras ,

    o cara chutou o chão, tropeçou sozinho e o juiz marcou falta, a falta que resultou no gol contra da idiota do Tinga, bem que ele podia ter uma lesão no lugar no Valdivia e ficar pelo menos um ano sem fazer cagada.

    ResponderExcluir
  3. Interessantissimo o seu blog.Fenomenal quando encontro mulheres escrevendo sobre futebol. Cai aquela vaidade que somente os homens sabem escrever sobre tal, o que é apenas vaidades deles.Os tolos, escreveria um amigo meu.Parabéns pelas materias e pelo blog.Estou lhe convidando a visitar o meu blog, e se possivel seguirmos juntos por lá.Farei dele a minha revista eletronica.Estarei grato esperando por vc, lá.
    Abraços e fique com DEUS.

    ResponderExcluir

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger