domingo, 5 de dezembro de 2010

Com virada heróica, Cruzeiro vence Palmeiras e fica como vice-campeão

Chegou o último jogo para o gigante de Minas Gerais, o Cruzeiro enfrentara o time reserva do Palmeiras, praticamente júnior. E quem esperava uma partida fácil, enganou-se, a mesma foi recheada de emoções, com direito a uma virada inesquecível.

O Cruzeiro começou pressionando, parecia que o gol logo iria sair. Mas com o passar do tempo, o Palmeiras ia acertando o time, diminuindo mais os espaços e aproveitando o contra-ataque, pela consequência de o Cruzeiro ter soltado muito os seus volantes.

A bola não queria entrar, os jogadores celestes bem que tentaram, e ficaram ainda mais nervosos quando viram que o Goiás tinha feito gol contra o Corinthians. E o goleiro alviverde, Bruno, para não ajudar, agarrava e fechava o gol muito bem.

O primeiro tempo encerrou-se com a raposa tendo o maior número de tempo com a bola, conseguiu atacar algumas vezes, mas por conta da ansiedade, não conseguiu chegar à meta tão desejada.

Na volta pro segundo tempo, o que ninguém esperava aconteceu, o jovem time do Palmeiras, que por sua vez, marcava muito bem e tinha um grande porte físico, abriu o placar aos oito minutos com Rivaldo. Contudo, os jogadores celestes ficaram ainda mais afobados.

Mas quem tem Henrique, na sua melhor partida do ano, poderia ficar bem tranquilo. Este, que com uma tabela feita com o Diego Renan, chutou firme para o fundo das redes, empatando a partida, e levando a torcida a loucuras.

O tempo foi passando, e todos ficaram ainda mais aflitos, o Fluminense já tinha feito o gol do título contra o Guarani, e o Corinthians, continuava empatado com o Goiás por um a um, a vice-colocação cairia muito bem para o time de Cuca.

Num avanço pela esquerda, o jovem garoto do Cruzeiro, Wallyson, passou por todos e mandou um chute forte, sem chances de defesa para o goleiro Bruno. A torcida foi em prantos, foi uma das vitórias mais bonita e honrosa.

Esperando o jogo do Fluminense acabar, o Cruzeiro viu que o time carioca foi mesmo o campeão. Mas saiu de campo com a cabeça erguida, como verdadeiros guerreiros, que suaram e deram raça até o segundo final. Deixando o Corinthians, que era tanto lembrado pela briga pelo título, em terceiro lugar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger