terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Passo a passo: Robinho

Fala queridos leitores, beleza? Hoje estréio o novo quadro no “Ela e o futebol”, que se chama “Passo a passo”, onde estarei contando a história dos craques do futebol mundial, e hoje começo com o talentoso Robinho.


Robinho despertou a atenção de um olheiro de um clube de futsal da Baixada Santista e pouco tempo depois teve a oportunidade de jogar no futsal do Santos. E em 1996 trocou as quadras pelo campo, passando a fazer parte da base do Alvinegro Praiano.

E depois daí o moleque não parou mais, em 2002 teve sua primeira chance no profissional, uma “subida” espetacular e coroada com o título do Campeonato Brasileiro, e mesmo em 2003 com uma campanha abaixo do esperado, Robinho ajudou o Santos a chegar a final da Copa Libertadores, onde perderam para o time argentino, Boca Juniors.

Já em 2004 a estrela que tanto percutiu em sua estréia ao profissional voltou a brilhar, Robinho arrebentou marcando 21 gols em 36 partidas no Brasileiro. E com todo o futebol apresentado, era difícil o craque ainda permanecer no Brasil, em 2005, Robinho assinou contrato com o Real Madrid, uma transferência que por sinal rendeu muito dinheiro para o cofre do clube Santista.

Sob o comando de Fabio Capello, Robinho teve poucas oportunidades de entrar em campo como titular, mas treinou muito, se esforçou e nas partidas em que entrou ajudou o time a conquistar o Campeonato Espanhol 2006-07 e com a entrada do novo técnico Bernd Schuster, o brasileiro ganhou mais espaço no Real, virou titular, foi responsável pelo bom momento do time, e faturou mais um Campeonato Espanhol 2007-08 além da Supercopa da Espanha.

Ainda em 2008, o craque deu adeus ao Real e foi vestir a camisa do Manchester City, alegando que não sentia bem com o tratamento a ele pela diretoria, sendo vendido por 42 milhões de euros.

No Manchester, Robinho chegou como uma grande e badalada contratação, e para selar esta boa expectativa, fez um lindo gol de falta contra o Chelsea em sua estréia, e se tornou o artilheiro do Campeonato Inglês com 14 gols. Porém com a chegada do novo técnico Roberto Mancini, o brilho do craque foi apagado, perdeu o seu espaço na equipe e no dia 28 de janeiro deram como certo o empréstimo de Robinho ao Santos.

E o sonho tão esperado da diretoria Santista, que era ver o seu menino voltar a casa, foi realizado. Robinho voltou a jogar pelo o Santos contra o São Paulo, onde empatou o jogo com um lindo gol de letra. Além disso, faturou o Campeonato Paulista e a Copa do Brasil, ao lado da molecada que resgatou o futebol arte tão esquecido no futebol Brasileiro, junto com Neymar, Paulo Henrique Ganso, André, Wesley entre outros, fortalecendo ainda mais o nome: Os meninos da vila.

Com a ótima atuação no Brasil, foi convocado para a Seleção Brasileira do técnico Dunga, porém, amargou a derrota por 2 a 1 da Holanda nas quartas de final. Mas neste ano de 2010, já veste novamente a amarelinha e com direito a faixa de capitão no braço, comandado pelo técnico Mano Menezes
.
E depois da sua bela volta ao Santos, ainda sem espaço no Manchester City, Robinho assinou contrato com o Milan, vestindo a camisa de número 70, onde fez o seu primeiro gol contra o Chievo, com assistência de Ronaldinho Gaúcho.

No inicio, entrava muito no segundo tempo, sendo apenas uma segunda opção para o técnico do Milan, agora já entra como titular em muitas partidas e com a expectativa de fazer um grande sucesso em seu novo time.

Prêmios individuais do Craque:
(Santos)
Espero que tenham gostado do novo quadro “Passo a passo”, no blog “Ela e o futebol”. Até a próxima.

2 comentários:

  1. Pro Brasil é um excelente jogador, mas parece que não se "adaptou" até hoje ao modo europeu...
    Não vai fazer muita história lá fora não.

    ResponderExcluir
  2. O cara é foda né. Sempre achei. sheauihiuh

    ResponderExcluir

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger