quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Passo a passo: Diego Armando Maradona

Na segunda edição do "Passo a Passo" no blog "Ela e o futebol" vou falar de um grande nome: Dieguito Maradona.Todavia, já havia postado essa matéria, mas como criei esse novo quadro recentemente, decidi colocar essa matéria aqui. Espero que curtam!
(*matéria feita aos 30 de outubro de 2010)


Dia 30 de outubro de 2010, um dos grandes maestros do futebol mundial, completa 50 anos, Diego Armando Maradona, para muitos, apenas Maradona.


Diego morava em um bairro pobre de Bueno Aires, tinha uma família grande, e apenas seu pai os sustentavam. Porém, sua família sempre o apoiou em ser um jogador de futebol.
Foi chamado para fazer um teste no Argentino Jrs e em seu primeiro teste fez gol, se divertiu e aos 15 anos já jogava no time. Virou ídolo e depois de lá foi para o Boca Jrs, onde conquistou os campeonatos e se tornou também um querido por todos os torcedores.

Boca Jrs não podendo mais sustentar um grande jogador que possuía, vendeu-o para Barcelona, onde foi considerado a venda mais cara daquela época. Mas antes disso, disputou a copa de 1982, onde sofreu a amarga derrota para o Brasil, sendo até expulso, porém, sabia que ainda teria muitas copas a disputar.
Chegando ao Barcelona com 21 anos, Diego Maradona jogou muita bola. Também era queridíssimo pela torcida, e para muitos, um dos melhores jogadores que o Barcelona já teve. Porém, Dieguito não tinha uma boa relação com o presidente, então, preferiu mudar e jogar em Nápoles, sul da Itália.

Antes de se tornar ídolo no Nápoli, disputou outra Copa do Mundo, em 1986, a qual foi marcada por um gol polêmico. Nas oitavas-de-final contra os Ingleses, Maradona abriu o placar fazendo um gol de mão, portanto, irregular. Mas, o juiz assinalou como um gol regular e depois Maradona teve energia para fazer mais um. Posposto o ocorrido, Diego assinalou seu primeiro gol no jogo, como a “mão de Deus”.
A Argentina foi para as finais e ganhou da Alemanha Ocidental por 3x2, Maradona teve o seu ápice, se destacando assim, como o melhor jogador de futebol que já vestira a camisa da Argentina.

Voltando para a Itália, lá se tornou o rei da cidade. Fez Nápoli ser uma potência e ficar ainda mais conhecida. Ganhou de gigantes do futebol, conquistou títulos, tendo assim uma boa relação onde vivia.

Chegando a Copa de 1990 a Argentina chegou pela segunda vez seguida, em mais uma final. Na semifinal a Argentina enfrentou a Itália, o jogo sendo em Nápoles. E Maradona pediu apoio ao público napolitano, que torcesse pela Argentina. E boa parte da torcida, atendeu ao seu pedido. Assim, venceu o jogo contra a Itália. Porém, havia quem conseguisse parar o time do maestro Diego Armando Maradona. Na final, contra os Alemães, a Alemanha teve um pênalti a seu favor, aos cinco minutos do fim. Terminou-se o jogo, e Maradona, em lágrimas, viu-se apenas como um vice-campeão.

Já na Copa de 1994, todos pediam a volta de Maradona, este tendo que emagrecer mais de 15 quilos, e conseguiu. Porém, sofreu mais uma vez a derrota. A Argentina não foi tão longe, descobriram no exame antidoping, que Diego Armando Maradona, havia usado uma substancia ilegal. Portanto, para a Argentina não ser desclassificada, Diego teve que deixar o time, alegando ser o episódio mais triste de sua carreira: "me cortaram as pernas. Era meu último mundial e iríamos ser campeões". E a Argentina sem o seu maestro, foi eliminada.

Depois de sair de Nápoli, passar por Sevilla, Newell’s Old Boys, voltou ao Boca Jrs, e não conseguiu fazer com que o time conquistasse títulos, ele mesmo dizendo que estava abaixo de seu padrão.
Maradona começou a fazer o uso de bebidas alcoólicas, substâncias ilícitas, e em 2004 quase morreu. Ficou internado com problemas cardíacos e infecção pulmonar, constantando-se overdose de cocaína. Ele já se via no fim do túnel, porém, de acordo com suas palavras, o que fez ele “acordar”, “cair a ficha”, foi às palavras de sua filha: "pai, você tem que viver por mim".

Maradona mudou de vida, parou de usar drogas (pelo menos de acordo com o que ele disse) e se tornou técnico da seleção argentina, que em 2010, na África do Sul, saiu com uma derrota por quatro a zero da Alemanha, mas quando chegou à Argentina, foi aplaudida por milhares de pessoas. No entanto, no dia 27 de julho, foi confirmado que não mais continuaria no comando da equipe.

Mesmo com todos os problemas a cerca de sua vida, Maradona é considerado como ídolo por todos os lugares em que passou, obteve sucesso em todos os times. Baixinho, veloz, com uma enorme habilidade, Diego Armando Maradona, é considerado por muitos, o melhor jogador de futebol, de todas as épocas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger