domingo, 26 de fevereiro de 2012

Jejum quebrado - 19 anos depois, a taça vai para o Fluzão

O Fluminense encarou o Vasco na final da Taça Guanabara e venceu por 3 a 1. Quem vê apenas o placar final, deduz que o jogo não foi equilibrado, mas longe disso, ambas equipes jogaram bem, finalizaram muito, mas o time de Abel Braga, acertou mais o alvo.

Aos 12 minutos numa cobrança de falta Diego Souza quase faz de cabeça. Dois minutos depois Thiago Neves manda uma bomba pro gol do goleiro Fernando Prass. As duas equipes iniciaram o jogo com muito vigor e queriam abrir o placar logo de cara.

Aos 33 minutos, num vacilo do zagueiro Anderson, Alecsandro aproveita e manda na trave. Um minuto depois, numa jogada do atacante Nem, na área vascaína, Fagner comete falta no atacante. Pênalti cobrado e convertido por Fred, que finalmente abre o placar.

Atrás do empate, Juninho cobrando falta, chuta com perigo, mas ninguém intercepta a bola. Aos 41, percebendo que o goleiro vascaíno havia se adiantado, Deco chuta de longe e manda na caixa, fazendo um lindo gol e ampliando o placar pro Flu. Aos 43 minutos, Thiago Neves consegue ficar na cara do gol, só ele e o goleiro, e surpreendentemente manda pra fora.

Terminando o primeiro tempo, na volta pro segundo, as equipes retornaram mais calmas, mas a equipe vascaína ainda acreditando numa virada, ou pelo menos um empate para que o jogo pudesse ser levado aos pênaltis. Assim, aos 7 minutos, Juninho cabeceia pra fora. E como já dizia, quem perde leva, e aos 11, num passe na medida certa, do Thiago Neves, Fred faz outro gol.

Minutos depois, Deco dá um passe perfeito para Wellington Nem, deixando-o na cara do gol, que driblou o goleiro, mas perdeu surpreendentemente a chance de fazer 3 a 0, deixando os zagueiros se aproximarem. Do outro lado, aos 26 minutos, Dedé, que estava mais pra um meio-atacante do que um zagueiro cabeceia pra fora.

Ainda sem desistir, aos 37, Eduardo Costa de cabeça num cruzamento cobrado por Fagner diminui o placar. E pra quem achava que o jogo estava ganho, se enganou. Não muito depois, Dede cabeceia e manda na trave para desespero dos torcedores do Fluminense. Aos 40, a bola passa pertinho, com perigo. Aos 41, numa confusão dentro da área, milagrosamente o goleiro Cavalieri faz duas defesas sensacionais, evitando o segundo gol vascaíno e uma futura empolgação para um possível empate.

Logo depois, o Fluminense contra ataca, mas Fred desperdiça. Com apenas 3 minutos de acréscimos, e com muitas tentativas, mas que falharam, o placar permaneceu nos 3 a 1, para a equipe de Abel Braga, que desde 1993, 19 anos depois, finalmente conquistou a Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca.

Esse jogo foi um bom exemplo para mostrar quem nem sempre quem tem mais posse de bola, vence. O Vasco teve 69% de posse de bola, e ainda finalizou mais, 18 vezes contra as 12 vezes da equipe do Fluminense e mesmo assim não ganhou. Mostrando que de nada adianta ficar com a bola no pé se o objetivo não for liquidado.

2 comentários:

  1. Roberta, 9 não, 19, rsrsrsrs.

    Mas a conquista foi merecida, com certeza.

    BLOG DO CLEBER SOARES
    www.clebersoares.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Nó, é msm... Ainda bem que me corrigiu. Obrigada!

    ResponderExcluir

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger