segunda-feira, 21 de maio de 2012

Dramático até o final

Chelsea sai atrás no placar, perde o primeiro gol na decisão por pênaltis, mas ainda assim , se consagra campeão da Champions League

Por apresentar uma equipe melhor tecnicamente, ter menos desfalques e jogar em casa, o Bayern era visto como favorito por muitos. E demostrou essa superioridade no primeiro tempo. Jogou bem ofensivo, num esquema de 4-2-4, com Muller e Gomez no comando do ataque. Já a equipe azul pouco avançava e só levou perigo ao gol do alemão Neuer aos 36 minutos.

Na volta pro segundo tempo, a cara do jogo continuava a mesma. Chelsea permanecia com o mesmo esquema de jogo praticado na semifinal contra o Barcelona. Segurar a pressão e no contra-ataque tentar uma finalização e matar o jogo.  Mas quem muito segura, uma hora pode acabar tomando, e foi assim. Aos 37 minutos, numa cobrança de escanteio, Thomas Muller, subiu na segunda trave, cabeceou para o chão, superou o goleiro Cech e abriu o placar.

 A equipe de casa ficou eufórica e já começava a fazer uma linda festa. Só que, apenas 6 minutos depois, em uma jogada parecida, Drogba, para a esperança dos torcedores azuis, cabeceia forte e empata o jogo, levando a partida para a prorrogação.

Indo para a prorrogação, nos seus dois minutos, Drogba, o cara que empatou o jogo, quase se tornou o vilão da história, cometendo pênalti em Ribéry. Robben foi para a cobrança, mas Cech, brilhantemente defendeu. 
E continuou assim, até que foi para a decisão por pênaltis. Os Blues erraram a primeira de cara, com Mata, mas acertou o resto, enquanto do outro lado, Olic e Schweinsteiger desperdiçaram suas cobranças, e pelo placar de 4 a 3, Chelsea, se consagrou, pela primeira vez, campeão da Champions League. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger