terça-feira, 28 de agosto de 2012

Em clássico polêmico, Cruzeiro e Atlético MG ficam no empate


Na noite de domingo, realizou-se o primeiro clássico mineiro no Campeonato Brasileiro. O embalado líder Atlético – MG enfrentou o seu maior rival Cruzeiro, às 18h30, no estádio Independência.  Brigas, cartões, faltas duvidosas, jogo parado por conta da torcida, fomentou ainda mais o clássico, que ficou no empate de 2 a 2.

O time celeste foi quem começou melhor e abriu o placar aos 17 minutos com Wallyson fazendo um breve papel de centroavante e aproveitando a bobeada da zaga atleticana. O time celeste diminuiu os espaços, aprimorando bem a marcação, com várias roubadas de bola e por exageros, cometeu mais faltas.

O placar parecia que se definiria assim no primeiro tempo, mas aos 47, em cobrança de escanteio, a defesa rebateu e o zagueiro Leonardo Silva estava lá, para pegar o rebote de primeira e fazer um lindo gol, atingindo o ângulo esquerdo do gol de Fábio.

Animado com o empate, o líder do campeonato voltou melhor para o segundo tempo, acertou a marcação e foi em busca da virada. Ainda assim, o jogo continuou bem equilibrado. 

Nervosos com a péssima atuação do arbitro, a torcida cruzeirense, única no estádio, começou a lançar copos d’agua e outros objetos no juiz, o meia alvinegro Bernard viu e pegou para mostrar ao árbitro, mas Leandro Guerreiro tentou impedi-lo, houve tumulto, e mais objetos foram lançados,  fazendo com que o jogo ficasse parado por sete minutos.

Depois de todo esse lance, ambos os jogadores foram expulsos, após terem recebidos o segundo cartão amarelo na partida.  Os dois times mesmo com um a menos, tentaram em suas finalizações, mas não obteram sucesso.

Aos 42 mais uma expulsão, dessa vez Pierre saiu do campo mais cedo ao fazer falta dura em Montillo. Pensando em aproveitar a situação, a equipe celeste foi toda pro ataque, mas acabou se dando mal. Aos 44, Ronaldinho recebeu livre, deixou Marcelo Oliveira e Lucas só observando e fez o segundo gol alvinegro com direito a dancinha com o atacante Jô.

Mesmo com um banho de água fria, os jogadores cruzeirenses foram à luta, para tentar pelo menos acabar a noite com um empate, e depois de algumas tentativas, foi feliz quando Montillo livre passou pela esquerda, encontrou o zagueiro Mateus na área para empatar o jogo aos 56 minutos.

Com o empate ambos os times continuam em suas posições no Brasileiro, o Galo permanece na liderança, enquanto a equipe cruzeirense está em oitavo lugar.  

4 comentários:

  1. Roberta,

    polêmicas com arbitragem vem sendo a frase desse campeonato, infelizmente.

    O jogo foi tumultuado mesmo e tanto um como outro tem motivos para reclamar. Mas no geral acho que o empate acabou fazendo justiça.

    BLOG DO CLEBER SOARES
    www.clebersoares.blogspot.com
    SOMOS FLAMENGO
    www.somosflamengo33.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo que o empate foi merecido.
      Obrigada pela visita.
      Bjs.

      Excluir
  2. Lastimável notar que em um bom jogo, fica a presepada da torcida cruzeirense. Noves fora a atuação da arbitragem, não justifica a postura da torcida. Vai dar em que? Sugestões? Vê lá no blog se você concorda...

    Saudações!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A torcida realmente deu muito mole, mas por um lado, a perca do mando de campo para o Cruzeiro, será favoravel, pelo fato do time estar perdendo praticamente todas, jogando no Independência.

      Excluir

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger