quinta-feira, 25 de abril de 2013

Vaiado, Brasil empata com Chile

O Brasil encarou o Chile no último amistoso antes da Copa das Confederações no estádio do Mineirão, esta noite, às 22h. O time brasileiro saiu de campo amargando o empate por dois gols ao som de vaias e gritos irônicos de “olé” da torcida mineira.

O histórico em partidas contra a equipe chilena trazia vantagem. Nos últimos dez jogos foram nove vitórias e apenas um empate. Mas o passado em relação ao presente não passa de fatos. Tanto é que quem começou bem na partida e abriu o placar foi o Chile, aos sete minutos, em disputa área com o zagueiro Réver, Gonzaléz faz de cabeça.

Minutos depois o time chileno chegou a finalizar mais uma vez, criando as jogadas pelo lado esquerdo brasileiro, setor defensivo que teve muita dificuldade ao longo do primeiro tempo, dificultando a vida para os brazucas.

A equipe canarinha teve um bom momento aos 15 minutos. Em jogada de Damião, Gaúcho recebe, passa pro Jádson que chuta pro lado esquerdo do gol, a bola explode na trave. No rebote, Gaúcho chuta, mas goleiro defende.

Aos 22, novamente em jogada pelo lado esquerdo brasileiro, Vargas quase marca um lindo gol de bicicleta. Dois minutos depois, demonstrando raça em disputa de bola, Damião ganha escanteio, Neymar cobra e de cabeça Réver empata o jogo. Aos 34, em jogada de Jean, Neymar perde ótima oportunidade de virar o jogo, isolando a bola quando ficou em frente ao gol.

Pro segundo tempo, Felipão mudou a zaga brasileira colocando Henrique no lugar de Dedé e Pato no lugar de Damião. As substituições deram resultados rápidos. Aos 9 minutos, após jogada de Ronaldinho Gaúcho com Jádson, Pato recebe na pequena área, encontra Neymar livre, que vira o jogo.

Com as mudanças a equipe brasileira melhorou no jogo, já encontrava mais espaços e tinha mais a posse de bola. Mas só foi o gol de empate acontecer aos 18 minutos com Vargas em um chute a distancia, que o jogo voltou a ficar mais equilibrado.

Depois a equipe chilena, comandada por Sampaoli, voltou a ser melhor na partida. Tentou mais algumas finalizações, como o time brasileiro também o fez, mas a partida ficou no empate. Ainda teve mais moral com o público presente, até recebeu ajuda da torcida brasileira que incentivaram o time adversário com gritos de olé e vaias para os jogadores nacionais. 

Crédito (foto): Getty Images

2 comentários:

  1. o Brasil esqueceu como se joga como um time, hoje só é um catado de jogadores com um ou dois paparicado pela imprensa

    essa é a verdade que ninguem quer ver

    ResponderExcluir
  2. Estacionamos no tempo! A maneira de jogar bola mudou, e só a gente não enxerga isso ou se faz de sonsos. Os jogadores que estão ali sabem muito bem como se joga, mas não existe mais uma filosofia para que eles possam seguir. Jogador fica olhando ao invés de marcar. O futebol moderno é jogado também sem a posse de bola. Muita marcação, correria, movimentação. O que se vê na seleção é reflexo do futebol praticado no Brasil mesmo, um futebol lento, sem reflexos, sem filosofia de jogo. O técnico ali é um mero boneco, porque os jogadores entram e jogam o que sabem, e não o que precisam fazer !!

    ResponderExcluir

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger