domingo, 12 de maio de 2013

PÉ QUENTE

No dia das mães, mãe de Ronaldinho vai ao estádio e vê o time do filho golear o rival por 3 a 0

Dona Miguelina, mãe do maestro R10
Nos dias das mães, quem teve prestígio e ouviu seu nome gritado pela torcida atleticana que lotou o Estádio Independencia, foi a Dona Miguelina, mãe de Ronaldinho Gaúcho. Miguelina foi assistir o filho pelo primeiro jogo da final do Campeonato Mineiro contra o Cruzeiro, às 16h.

No inicio do jogo parecia que o Cruzeiro ia começar a dominar a partida, mas depois de poucos minutos, o time celeste começou a deixar muitos espaços para o time alvinegro. As laterais estavam totalmente perdidas. Ceará não marcava direito, Éverton também não. Os jogadores marcavam de longe e quando se trata de um time comandado pelo maestro Ronaldinho Gaúcho, qualquer falta de marcação pode trazer muito perigo, e assim aconteceu.

Já aos 11 minutos, Gaúcho livre, gira, sai bem da marcação de Ceará e Léo e quase faz o primeiro gol da partida. Quem salvou foi Fábio, com uma defesa incrível. Não muito depois, aos 14, o lateral Éverton bobeia, perde a bola para Marcos Rocha, que encontra o maestro Gaúcho que de primeira dá assistência pra Jô, dentro da área, marcar o primeiro gol do clássico.

Depois o time celeste passou por vários sufocos. Não conseguiu finalizar com perigo sequer uma vez em todo o primeiro tempo. Deixava muitos espaços, e não se movimentavam para conseguir uma boa jogada. A equipe alvinegra, comandada pelo técnico Cuca, fez por merecer. Entrou em campo ligadíssimo no jogo, dividia todas as bolas, e esbanjou nos lançamentos e bolas áreas para chegar rápido ao ataque. Até por que, este é um ponto fortíssimo do Galo.

Para o segundo tempo, o técnico Marcelo tirou o Éverton e seu xará Éverton Ribeiro, que não jogaram nada bem na primeira etapa. Mas não adiantou em nada. Para piorar a situação, aos 8 minutos, o zagueiro Bruno Rodrigo faz uma falta infantil em Ronaldinho Gaúcho, leva o segundo cartão amarelo na partida, e é expulso. Depois, Cuca também mexe no time, tirando Pierre, amarelado e que não participa do próximo jogo, para a entrada de Josué.

Aos 14 minutos, Diego Souza, o melhor jogador pelo time azul, mandou de longe e a bola estourou na trave. Mas quem iria fazer o próximo gol, seria mesmo o Galo, aos 26, Ronaldinho lança pra área, Jô disputa com a zaga e a bola sobra pra Tardelli ampliar. A torcida atleticana fazia festa. Depois de uma jogada que começou com Tardelli, aos 33 minutos, Jô manda de cabeça na trave e no rebote, Marcos Rocha fecha a goleada por 3 a 0. A torcida foi à loucura e já gritava “olé”.

O Técnico Cuca ainda fez mais duas alterações, colocou Luan no lugar de Bernard, e Rosinei no lugar de Leandro Donizete. O galo encerra a noite com uma ótima vantagem para o segundo jogo no estádio do Mineirão, além de manter a invencibilidade no novo Independência. O time cruzeirense que foi a campo com estratégia errada, agora terá de trabalhar muito para reverter a situação. 

Crédito foto: Gil Leonardi

2 comentários:

  1. Esse gayzão da massa ta com bosta nenhuma . . .

    no dia que elas conquistarem

    2 libertadores
    4 copa do brasil
    2 recopa sulamericana
    2 campeonato brasileiro
    1 sul minas

    Aí eu penso em discutir com elas . . .
    Abs.

    OBS: Excelente site, gostei muito das reportagens com os jogadores !!! parabens!!!

    ResponderExcluir
  2. Ola Roberta
    Sou jornalista de Curitiba e preciso muito falar com o jogador Lucas.
    Voce tem, por favor, um e-mail que eu possa falar com ele?
    Pode responder para robsonmartins.jor@gmail.com
    Obrigado e parabens pelo blog
    Robson

    ResponderExcluir

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger