domingo, 30 de junho de 2013

ADÍOS ESPAÑA

No maracanã, às 19h, foi dado o pontapé inicial para a final da Copa das Confederações disputada pelo Brasil e Espanha. O jogo foi bem fácil, bem diferente do esperado, o Brasil fez 3 gols e se tornou tetra campeão da Copa das Confederações.

Nesta partida saiu o gol mais rápido em final desta Copa, em menos de dois minutos, em jogada de Hulk com Oscar, Hulk cruza para Fred, que na pequena área, confunde a marcação com Neymar, e no chão, abre o placar.

O time brasileiro pressionava muito a saída de bola espanhola, e impôs sobre o time. A Espanha teve que fazer muitas faltas para parar a equipe nacional, o que ocasiou em muitas confusões no decorrer do jogo.

A atual campeã do mundo, Espanha, só conseguiu chegar com perigo ao gol, quando Mata deu passe para Pedro, mas o zagueiro brasileiro David Luiz, interceptou a bola antes que ela entrasse no gol.

Antes que acabasse o primeiro tempo, aos 43 minutos, Neymar ampliou para o Brasil, numa bela jogada com assistência de Oscar.  

No segundo tempo, nada diferente. Só deu Brasil. A Espanha não jogou absolutamente e estranhamente nada. Hulk mais uma vez, passando por Neymar, a bola vai pra Fred, que novamente, com menos de dois minutos no segundo tempo, faz mais um.

O time espanhol teve a oportunidade de tentar mudar a situação do jogo quando aos 9 minutos, Marcelo faz falta em Navas. Ao converter a penalidade máxima, Sérgio Ramos manda pra fora. Pra piorar a situação, aos 22, o zagueiro Piqué é expulso após fazer falta em Neymar.

A melhor jogada espanhola só ocorreu aos 35 minutos, com Pedro, como no primeiro tempo, num chute cruzado. E depois, aos 41 com David Villa, para boa defesa de Júlio César. Na sequencia, a equipe canarinho só esperou acabar os dois minutos de acréscimos, para comemorar o título dentro de casa. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger