domingo, 28 de julho de 2013

Sem dificuldades, Cruzeiro goleia Atletico e pode assumir a liderança

Às 16h, no estádio Mineirão, ocorreu o clássico mineiro entre Cruzeiro e Atlético Mineiro pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro. O estádio não estava muito lotado, mas os torcedores cruzeirenses que foram puderam assistir a uma goleada de 4 a 1 pelo time celeste.

Como havia comentado no decorrer da semana, o técnico Cuca levou o time reserva a campo. Os únicos titulares que jogaram foram o Marcos Rocha e Richarlyson, mas não na posição de lateral, dessa vez, os jogadores alvinegros jogaram no meio de campo. Já Marcelo Oliveira deu sequencia ao time que foi formado depois da lesão de alguns jogadores. Luan e Vinicius Araújo continuaram no ataque.

O momento do clássico foi muito importante para o técnico alvinegro testar alguns meninos da base, que teriam pela primeira vez a oportunidade de jogar um clássico pelo profissional. Enquanto o Cruzeiro, aproveitou o momento para apresentar a sua nova contratação, o meia Júlio Baptista, que chegou ao mineirão de uma forma muito diferente, em um carro-forte. Teve outra estreia, só que jogando, foi do atacante William, que veio ao Cruzeiro através da venda de Diego Souza.

O jogo foi totalmente comandado pelo Cruzeiro. A equipe atleticana só chegou com perigo ao ataque, aos 18 minutos, e que foi justamente quando Dedé fez falta em Marcos Rocha e o juiz assinalou pênalti. Alecsandro bateu e abriu o placar do jogo.

Mas com superioridade dentro de campo, aos 31, em jogada construída por Luan, Éverton Ribeiro recebeu, tirou da marcação e chutou cruzado, marcando o gol de empate.

Pressionando muito, a equipe celeste ainda fez mais um gol antes de encerrar o primeiro tempo. Aos 42, Egidio cobra escanteio, a bola sobrou pro Vinicius Araujo que encontrou Ricardo Goulart para marcar o segundo gol.

Pra última etapa, mantendo a posse de bola, o Cruzeiro fez mais dois gols. Aos 7 minutos, Nilton ampliou o placar. 5 minutos depois, Éverton Ribeiro deu belo passe ao Ricardo Goulart para marcar o quarto e último gol do jogo. O Atlético fez o seu único lance de perigo quando Marcos Rocha cobrou escanteio, mas Gilberto Silva não chegou a tempo para mandar pra rede.

A torcida atleticana, minoria no estádio, já que o mando de campo era celeste, pareceu nem se importar muito com a derrota e gritaram várias vezes “É campeão” em referencia ao título inédito da Copa Libertadores conquistado na última quarta-feira.

Enquanto a equipe celeste, respondia a provocação cantando, “Bi-campeão”, já que o time azul é detentor de duas Libertadores, uma em 76 e outra em 97. O Cruzeiro bateu fácil o time alvinegro, somou três pontos, e pode assumir a liderança do campeonato, tem que torcer pela derrota do Coritiba e do Botafogo pra permanecer na ponta. 

Créditos (foto): Juliana Flister e Daniel Oliveira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger