quarta-feira, 9 de julho de 2014

Hermanos levam a melhor nos pênaltis e chegam à final do Mundial

Holanda e Argentina foram ao estádio Itaquerão, em São Paulo, às 17h, para decidir na semifinal quem enfrentaria a Alemanha que massacrou o Brasil ontem, no Mineirão, em uma goleada por 7 a 1. Em jogo equilibrado, a partida foi decidida nos pênaltis, onde a Argentina levou a melhor.

O jogo começou movimentado, as duas equipes foram ao ataque, mas demonstraram muita cautela para que não ocasionassem erros e espaços para o adversário. No decorrer do primeiro tempo, apesar do equilíbrio, a Argentina teve melhores oportunidades. O jogo foi marcado por muita paciência das duas seleções, jogo técnico e de poucas faltas, a Argentina ganhou sua primeira advertência somente aos 36 minutos. 

No segundo tempo, os hermanos voltaram mais recuados, mas chegaram a fazer algumas finalizações. Em 33 semifinais já disputadas na história da Copa do Mundo, nunca houve um placar de 0 a 0. Robben tentou manter este histórico, quando, aos 45 minutos teve a melhor oportunidade, recebeu de Sneijder, tirou a marcação de Mascherano, mas perdeu o gol.

A partida foi para a prorrogação, e nada de abrir o placar. A Argentina teve boas oportunidades, a Holanda também, mas parecia mesmo que a decisão iria para os pênaltis. Dessa vez, o técnico Holandes Louis Van Gaal, não colocou o seu goleiro reserva, Krul, para pegar os pênaltis como fez no ultimo confronto contra a Costa Rica.

Nas cobranças holandesas Vlaar e Sneijder perderam a chance. Enquanto no lado azul, Messi, Garay, Aguero e Maxí Rodríguez converteram. Os argentinos chegam pela primeira vez, depois de Maradona, à final de uma Copa do Mundo, enfrentam a Alemanha, no domingo, no estádio do Maracanã, às 16h00.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger